quinta-feira, 9 de junho de 2016

Ama te, Aceita te

Pela primeira vez tive medo ...medo de quê ? 
De publicar o seguinte video que vou falar .
Este video é o video mais pessoal , basicamente deve ser o unico tão pessoal assim.

Neste video eu falo sobre o meu maior problema desde a puberdade, sim porque eu Marina antes de atingir a puberdade era uma simples rapariga do qual até chamavam "palito" , só que a partir dessa fase da minha vida eu ganhei "corpo" . Corpo do qual nunca me identifiquei.

Vocês não conseguem imaginar o quanto é/era dificil estar na escola e ser constantemente insultada como "baleia" , "gorda" , "nojenta" , simplesmente por ter ancas, por ter um peito grande, por ter barriga.

Sentia me tão mal pois no meu grupo de amigas eu era a unica "gorda" , a unica que gozavam pelo meu aspeto, basicamente a unica que nenhum rapaz olhava por ser assim.

Então o que se sucedeu dai ? Comecei a odiar me , a ter nojo de mim , e cada vez que me olhava no espelho sentia uma repulsa enorme...

Só que chegou um dia que disse BASTA! basta deste sofrimento, basta de deixar que me rebaixem, basta Marina BASTA !

Hoje sou gorda, tenho curvas, tenho barriga, tenho tudo e mais alguma coisa mas será que me importo ? NAO ! E por incrivel que pareça a partir do momento que me aceitei e me comecei a amar algo milagroso aconteceu, os insultos começaram a diminuir, e até os rapazes começaram a olhar para mim. Estranho não é ? Como tudo muda com a tua forma de pensamento...

Por isso tu docinho se alguma vez alguém te fizer sentir mal , olha para ti e esquece , lembra te das minhas palavras, lembra te do meu video. AMA TE !

Vê o video AQUI 


5 comentários:

  1. Devias ter lido o meu texto intitulado "E se fosse consigo? Já foi comigo!", que foi destaque no SAPO Blogs na altura antes de passar o blog para o Blogger. Tinha a ver com o facto de também ser gorda e comer muito, principalmente às escondidas, como uma espécie de refúgio e prazer na comida. Cheguei a pesar 90kg. Quando tinha namorado...ui, foi bem pior, andei na depressão e isso tudo. Não imaginas o que é andar agora a "fechar a boca" a muita coisa, pizzas e hamburguers. Por vezes tenho que ter cuidado com o que como quando vou comer fora.
    Infelizmente como perdi o texto, não tenciono publicar de novo no blog.

    Beijos
    http://amacadamafalda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Adorei o texto não conhecia o teu blogue linda mas só por este post conquistou-me ehheehhe beijinhos <3....

    Meu cantinho Lusitana❤Blog
    Novo post: “Look do dia!”

    ResponderEliminar
  3. Eu era igual a ti. Aliás, eu ainda sou um pouco como tu descreves. Nem sempre é fácil aceitar que temos um corpo mais volumoso quando olhamos em volta e é só pessoas com o suposto corpo ideal. O problema é que também nós fomos moldados de acordo com esse corpo ideal, a ambicioná-lo. Mas todas as formas são bonitas! Nós somos bonitas! Mantém essa atitude querida.

    Giveaway de um colar com 2 camadas da Born Pretty ✫

    ResponderEliminar
  4. Eu ainda não me aceito muito bem, sou super alta e odeio isso, quase que aprendi a viver com isto mas não gosto e quase todos os dias me lamento por isso.
    Espero um dia vir a ter uma atitude como a tua, muito beijos!

    http://eyarablog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar