Flashes de Memória | Armindo Marinho da Mota


Olá docinhos como estão ?

Desta vez trago vos um post de opinião relativamente ao livro "Flashes da Memória " , de Armindo Marinho da Mota , que recebi do próprio autor e que desde já agradeço do fundo do coração por me ter cedido um exemplar da sua mais recente obra , obrigada pelo carinho , obrigada pelas suas palavras .

Sinopse:


"Eu não sabia de onde me vinha esta tendência para a subversão, esta ânsia de ser diferente, de chegar mais além, de dar corpo aos sonhos que brotavam, em catadupa, da minha cabeça.

E quando julgava que controlava as minhas emoções, quando me convencia de que iria mudar o mundo, quando julgava sentir que a minha felicidade estava mesmo ali, ao virar da próxima esquina, sempre um grande vendaval se levantava e num ápice destruía todos os meus sonhos, todos os meus refúgios.

E deixava-me ali, completamente desamparado, chafurdando nos estilhaços que sobravam da tempestade que me atingira, de novo à procura do meu caminho, de novo à procura de uma luz que me alumiasse para que eu descobrisse um trilho que me guiasse e me conduzisse ao meu destino.

E travava uma luta sem tréguas para me libertar do buraco negro em que caía nestas situações de absoluto desamparo e desconforto, porque não queria permanecer ali.

– Mas escuta, meu filho? – prosseguiu a minha mãe. 
– Sim, minha mãe? 
– Atende o pedido que te vou fazer. 
– Diz, mãe? 
– Peço-te encarecidamente que faças um derradeiro esforço para aprenderes a ser feliz. 
– Oh, mãe!!!

As suas palavras ecoaram no silêncio em que aquela cozinha se transformou.

Fiquei petrificado, incapaz de reprimir as lágrimas que de repente se me soltaram dos olhos e deslizaram, de mansinho, pelo meu rosto.

A minha mãe abeirou-se de mim e envolveu-me com um abraço que só ela sabia o quanto me confortava.

Afastou-se um pouco de mim, colocou as suas mãos em cima dos meus ombros, olhou-me nos olhos e deu-me um suave beijo na testa, não sem antes me pedir para eu sossegar.

E foi naquele momento que eu fiquei ali a pensar sobre o quanto deveria ser difícil ser minha mãe."(retirado : aqui )


Titulo Original : Flashes de Memória 
Nº de páginas : 211
Editora : Chiado Books
Publicado : 2019


Então vamos falar um pouco sobre o livro... 
❀❀❀❀❀

A primeira impressão que tive sobre este livro , ou seja ao ler a sinopse na parte de trás , foi "isto vai ser um livro de ficção onde o autor irá certamente dedicar esta obra à sua mãe " , pois era isso que me transmitia .
Tal foi o meu espanto conforme ia lendo que a ficção que esperava se transformou noutra surpresa , o autor não estava a falar sobre uma terceira pessoa , mas sim sobre si mesmo , o autor estava a relatar a sua vida , ou parte dela .
Conforme vamos lendo podemos retratar muitas memórias antigas do autor como o regresso à sua Aldeia , e onde eu me ria entre linhas pois algumas das expressões mais antigas relatadas por este faziam me lembrar memórias minhas antigas e relembravam me quando x pessoas também o proferiam .

Mas tal não é o meu espanto quando conforme vou lendo encontro umas palavras bem familiares ,


Ora isso mesmo, um post meu onde falava sobre um livro do autor fora citado neste mesmo livro (apesar de não estar referido o meu blog ) , podem ver aqui este mesmo post e reconhecer essas estrelinhas :p

O que eu achei...

Tal como referi acima foi uma surpresa para mim quando vi que o autor falava sobre si mesmo , sobre as pessoas da Aldeia, sobre um pouquinho da sua vida , achei isso bem interessante até porque como já li alguns livros do autor é sempre bom sabermos um pouquinho mais sobre quem gostamos de ler .
O que eu notei em comparação aos outros dois livros que li foi que o autor tem cada vez mais uma escrita mais cuidada e mais trabalhada , notei mais empenho (não digo que não o tivesse nos outros livros mas que está a aumentar de "dia para dia" lá isso é verdade ) .


  E por isso dou... 
8 estrelas ( cotação de 0 a 10 ) 


E vocês docinhos já leram alguma obra do autor ? Quais os vossos tipos de livros favoritos ?



Comentários

Mensagens populares

♡ Docinhos